O que fazer na Cidade Morena (Campo Grande) – PARTE I

Créditos das fotos: Alan Carlos Arrais.

 

Campo Grande é a capital do estado de Mato Grosso do Sul, conhecida como a Cidade Morena por causa da cor de sua terra avermelhada. A cidade foi planejada em meio a uma vasta área verde que possui ruas e avenidas largas, com diversos jardins, além de ser uma das cidades mais arborizadas do Brasil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a capital tem uma população de cerca de 840 mil habitantes, sendo o terceiro maior e mais desenvolvido centro urbano da região Centro-Oeste.

Quer conhecer um pouco mais do Estado?

Então confira algumas sugestões que a relacionamos para você.

Nossa dica é que os participantes que puderem venham uns dias antes ou estendam sua permanência pós-evento para aproveitar e conhecer as belezas e delícias da região.

A organização da Concafras deseja uma estada de muito conhecimento, aprendizados e boas surpresas!

Confira!

 

Onde ir?

  • Parque das Nações Indígenas

Breve resumo – Considerado o “cartão postal” de Campo Grande, o Parque das Nações Indígenas concentra opções de lazer, cultura e contemplação da natureza nos seus 1,16 milhão de m² de extensão.

 

O local homenageia algumas das etnias indígenas que ocupavam o território sul-mato-grossense, em cada um dos pórticos instalados na área: kaiowá, guarany, nhandevá, kadiwéu, terena e ofaié. Na área do parque estão localizados o Museu das Culturas Dom Bosco, com vasto acervo de peças indígenas e também o Museu de Arte Contemporânea, que recebe exposições permanentes. Com 4,1 km de pista de caminhada e ciclovia, o contato com a fauna e a flora silvestres do parque é o que mais atrai visitantes. No trajeto é possível avistar capivaras, tatus, tamanduás, araras e tucanos. Isso ocorre porque a área é contígua a uma reserva ecológica, e, além disso, o córrego Prosa, que atravessa o parque, possui a mata ciliar preservada.

Dias e horário de funcionamento: A visitação é de domingo a domingo, das 6h às 21h.

Localização: Altos da Avenida Afonso Pena, distante 2,6 km do local onde será a Concafras 2018, aproximadamente 10 minutos de carro.

Contato: (67) 3326-2254.

 

  • Morada dos Baís

Breve resumo – Tombada como Patrimônio Histórico e Cultural da cidade de Campo Grande, a Morada dos Baís foi o primeiro sobrado da cidade, construído por etapas, entre os anos de 1913 e 1918. Referência cultural de Mato Grosso do Sul, o local tem três salas para exposições de artes, espaço para apresentações culturais, restaurante, além do Museu Lídia Baís, que reconstitui o quarto de uma das primeiras artistas de Campo Grande. O espaço foi revitalizado recentemente pelo Sesc, que passou a oferecer uma programação cultural mais diversificada, com exposições, música, dança, cursos de arte e culinária regional, bem como encontros literários, filosóficos, musicais e sessões de cinema ao ar livre.

Dias e horário de funcionamento: de 3ª a sábado, das 8h às 20h.

Restaurante: das 18h30 às 22h.

Visitação no Museu Lídia Baís: das 14h às 20h.

Atrações musicais: de 4ª a sábado, a partir das 20h.

Contato: (67) 3311-4458.

Localização: Avenida Noroeste, 5.140. Fica, aproximadamente, 5 km do local onde será a Concafras 2018 e, em média, 15 minutos de carro.

 

  • Horto Florestal

Breve resumo – O Parque Florestal Antônio de Albuquerque está instalado nas bem próximo onde o fundador de Campo Grande, José Antônio Pereira, e seus familiares se instalaram, dando origem à cidade, em 1872. Mais conhecido como Horto Florestal, o espaço tem uma área de 2,5 hectares, com bosque, pista de cooper, biblioteca, lanchonete, playground, orquidário, cancha de bocha, espelho d’água, paisagismo e pistas de skate e bicicross. Possui, ainda, projetos de reflorestamento destinados a cultivar as espécies nativas da região.

Dias e horário de funcionamento: segunda a segunda, das 6h às 18h.

Contato: (67) 3314-3691/3145.

Localização: Avenida Fernando Corrêa da Costa, esquina com a Ernesto Geisel. Centro. Fica, aproximadamente, 3 km do local onde será a Concafras 2018 e, em média, 10 minutos de carro.

 

  • Lago do Amor

Breve resumo – Indicado para apreciar o pôr do sol da Cidade Morena, o Lago do Amor está localizado na reserva ambiental da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), onde é possível conferir, ainda, a fauna e a flora típicas da região. Sem dúvida, a maior atração são as capivaras, que frequentemente são vistas atravessando enfileiradas na faixa de pedestres. Alguns jacarés também podem ser vistos sob a ponte. O ponto turístico ganhou a instalação da escultura O Beijo, do artista plástico Pedro Guilherme, que representa o beijo entre dois peixes carás, em homenagem ao romantismo atribuído ao lugar.
Dias e horário de funcionamento:
espaço ao ar livre, sem restrição de funcionamento. A coordenação do evento sugere visita durante os períodos diurnos.
Localização
: Av. Sen. Filinto Müller, Pioneiros, 713-917. Fica, aproximadamente, 7km do local onde será a Concafras 2018 e, em média, 15 minutos de carro.

 

  • Estação Ferroviária

Breve resumo – A Estação Ferroviária de Campo Grande integra o Complexo Ferroviário do município, que é o segundo do Brasil tombado pela União como patrimônio histórico. No local estão: o Armazém Cultural, espaço onde são realizados eventos culturais; e a Feira Central de Campo Grande, que oferece diversas opções de compras e lazer, além de refeições típicas da culinária da região, como tradicional “sobá”.

Dias e horário de funcionamento da Plataforma cultural: de segunda a sexta, das 7h30 às 17h30.

Contato: (67) 3314- 3232 e 3314-3227.

Localização: Av. Calógeras, 5045 – Centro, Campo Grande – MS. Fica, aproximadamente, 5km do local onde será a Concafras 2018 e, em média, 15 minutos de carro.

 

Passeios com natureza

  • Região do “Inferninho”

Breve resumo – Apesar do nome, o Inferninho oferece um cenário de muitas belezas naturais e ambiente para a realização de esportes radicais, como o rapel, parapente, trilhas e escaladas. Possui cachoeiras e é muito apreciado por pessoas que gostam de atividades de lazer e ao ar livre, caminhadas, ciclismo, bem com o apreciar um belo pôr-do-sol e céu estrelado no Morro do Ernesto, que possibilita a vista da Serra de Maracaju.

Localização: saída para Rochedo, a 10 km de Campo Grande. Fica, aproximadamente, 20km do local onde será a Concafras 2018 e, em média, 25 minutos de carro.

 

  • Cachoeira do Ceuzinho

Breve resumo – As altas temperaturas de Campo Grande podem ser amenizadas em um passeio até a Cachoeira Ceuzinho, onde o turista é recepcionado por belas imagens e muita natureza. Para ter acesso à cachoeira é importante estar com roupas leves e de tênis, pois o trajeto leva uns 20 minutos de caminhada. O esforço é recompensado com um banho nas várias quedas d’água.

Localização: Local: saída para Rochedo, a 10 km de Campo Grande. Fica, aproximadamente, 20km do local onde será a Concafras 2018 e, em média, 25 minutos de carro.

 

  • Pontal das Águas

Breve resumo – Passar um dia no Pontal das Águas é se integrar com a natureza, emoldurada por cenários deslumbrantes, cheios de história, cultura, conforto, hospitalidade e deliciosa culinária regional. Um recanto relaxante para todas as idades, com diversas opções de lazer e atividades junto à natureza. O ecoturismo se destaca pelo passeio da trilha ecológica na mata ciliar com um maravilhoso banho de cachoeira. Ainda é possível observar as centenas de pássaros de diferentes espécies que habitam as cercanias da sede –birdwatching. Nas atividades de lazer destacamos a piscina, vôlei, futebol, pesca esportiva (pesque-e-solte) na lagoa, redário à sombra de árvores frondosas, além de vários espaços para relaxamento e contemplação.

Informações: Day use: Café da manhã + almoço (08h as 15h) ou então chegar para o almoço e Lanche (10h as 17h). Valor sob consulta; (67) 3344-1033.  (67) 9982-7175.

Localização: 17 km de Campo Grande. Fica, aproximadamente, 20km do local onde será a Concafras 2018 e, em média, 20 minutos de carro.